Buscar

DESCOBRINDO MEU ESTILO - E A TEORIA DOS 7 ESTILOS UNIVERSAIS

PARA OUVIR ESTE POST EM FORMATO DE PODCAST, CLIQUE AQUI


Se você me conhece há algum tempo, percebeu que meu estilo sofreu uma mudança radical de tempos pra cá. E se não me conhece, deixa eu te contar sobre isso..


Filha, neta e sobrinha de costureiras, eu sempre fui completamente apaixonada por moda! Mas pobre-de-marré-de-si, e filha de mãe solo, investir orçamento na minha imagem nunca fez parte da minha realidade. Sempre tive um guarda roupa bastante reduzido, e metade dele eram roupas de segunda, terceira e até quarta ou quinta mão. Maquiagens eram daquelas que coçam e incham a cara toda, e shampoo era Seda, que de chique só tem o nome.. Hahahaha


Comecei a trabalhar bem cedo e anos em lojas de moda feminina, nunca podendo comprar pra mim o que eu vendia, eu fui desenvolvendo minhas próprias roupas e cheguei a ter uma marca de acessórios artesanais da qual me orgulho até hoje (porque era incrível de verdade), sempre ostentando o famoso "estilo possível", conhece? Hahahah Mas sério, eu cheguei a ser fotografada pela Rio Etc diversas vezes, e quem é daquela época sabe o quanto isso era bacana! E eu fui fotografada por eles diversas vezes usando roupas produzidas por mim!

Quando virei mãe, foi um marco de mudanças. Engordei 25 quilos, perdi todas as minhas roupas e as poucas coisas de qualidade que eu tinha, vendi em um bazar que reverti em fraldas descartáveis. Ou seja, até mesmo o meu "estilo possível" foi, literalmente jogado no lixo! (Pra não dizer coisa pior..) Hahahaha


Levei 7 anos guerreando com a minha auto estima. Na minha cabeça, pra ser uma boa mãe, eu precisava me colocar em décimo lugar e tudo, absolutamente tudo, precisava ser direcionado ao meu filho. Se eu comprasse um prendedor de cabelo diferente, eu sofria de culpa. Não deveria, mas isso é mais comum do que se imagina.


Até que ano passado veio a pandemia, e ao contrário do que se prevê, eu comecei a me cuidar. Horas e horas de conversas com meu marido, ele me convenceu de que na mesma medida em que eu me dedicava a cuidar de mim, mais feliz meu filho e nossa família se tornava e, de tanto repetir e me empurrar para esse caminho, funcionou. Comecei pelo skin care, e descobri uma flacidez que nunca, em anos de desleixo, eu havia percebido a proporção. Comecei a cuidar da pele e o sonho recém realizado de usar aparelho dentário ganhou mais dedicação. Realizei o sonho antigo de usar batom vermelho e conto mais dessa história em um outro post..


No meio da pandemia eu lancei a minha marca, a Lumin, e aí veio mais um empurrão pra me cuidar. Uma loja online de roupas, realizada por uma pessoa só, exige que você apareça! E então eu entendi que era uma meta real me sentir bem com a minha imagem pra mostrar o meu produto com convicção e segurança. Daí que nesse processo de construção da marca Lumin e da marca Anna, eu entendi que as duas coisas precisavam dar match e nasceu a dúvida: Afinal, qual é o meu estilo?



É aí que entra a pesquisa sobre os 7 estilos universais.



O conceito de estilo universal surgiu na década de 1980 por meio de análises do comportamento do consumidor realizadas por duas consultoras de imagem (Alyce Parsons e Mimi Dorsey) e a partir 1991 ficou amplamente conhecido após o lançamento do livro Universal Style.


Após mais de 30 anos suas diretrizes ainda são usadas no estudo aprofundado sobre moda e branding, entretanto ainda há equívocos quanto à sua aplicação. Os 7 estilos universais existem para auxiliar a construção da imagem desejada e não para nos encaixar em moldes pré determinados. É comum transitar entre 2 ou 3 deles para a construção de uma marca pessoal, e é possível compartilhar dos mesmos estilos com outra pessoa e não se identificar com os gostos dela. Isso porque estilo é algo totalmente individual e muitos elementos fazem parte da composição final.


Você pode não se identificar com nenhum especificamente, ficar confusa ao tentar identificar cada um deles, mas conhecer esses conceitos pode sim te ajudar, e muito, se você busca trabalhar a sua imagem pessoal. Então vamos à eles:



1 - Romântico


Predominantemente composto por saias, vestidos fluidos ou rodados, babados e candy colors. Rendas, bordados, laços, estampas florais e sapatos de bicos arredondados também estão presente na imagem da mulher que se identifica com esse estilo.




2 - Clássico / Tradicional

Linhas retas e modelagens com poucos detalhes, além de tonalidades neutras e atemporais, compõem essa imagem mais sóbria e discreta. Peças chave desse estilo são de materiais duráveis e estética formal, como a alfaiataria e scarpins.




3 – Elegante / Sofisticado

Como o próprio nome sugere, trata-se de um estilo para mulheres que priorizam uma visual mais refinado e emanam um ar de confiança. Os itens que constroem essa imagem tem tendência ao luxo e passam por materiais de alta qualidade e caimento perfeito.




4 - Casual / Natural / Esportivo

Também é conhecido como básico, tem um visual prático e despojado. O elemento central é o conforto, por esse motivo é composto por sapatos baixos, modelagens amplas e tecidos macios. Malhas, jeans e tênis são elementos essenciais do estilo.




5 - Sexy

Um estilo dedicado a mulheres que gostam de valorizar curvas e formas do corpo, sem medo de comprimentos curtos e modelagens justas. Peças sensuais, com cores marcantes como o vermelho, brilhos e decotes profundos são elementos essenciais desse guarda roupa.




6 - Criativo

É comum dizer que o estilo criativo é aquele que transita entre os outros 6 estilos. Para mulheres ousadas e que sabem criar produções com peças de diferentes propostas, mas resultando em um visual marcante e inventivo. Diferentes texturas, estampas, cores vibrantes e muita inovação constroem esse visual.




7 - Moderno / Urbano

Também chamado de dramático. O estilo das mulheres fortes, rebeldes e ativas. Apaixonadas por preto, constrastes marcados, óculos escuros e botas. Itens essenciais: jaqueta de couro, coturno e jeans destroyed.


Se curtirem o assunto, me contem que eu tento trazer outros posts mais explicativos sobre cada um dos estilos, exemplos e imagem transmitida por eles, combinado?


E se ainda está descobrindo ou, como eu, está adequando seu closet, me conta aqui embaixo qual a sua maior dificuldade?


E pra ver a minha transformação na prática do lado de cá, me segue no instagram: @annadefranco



Até quinta que vem!

Beijinhos,

Anna.